Hoje vamos falar um pouco sobre o que trata o Anexo 7 da ICAO!

 

As aeronaves possuem uma marca de nacionalidade e uma matrícula propriamente dita. Em alguns casos a marca de nacionalidade é composta por duas letras, em outros casos, apenas uma. No Brasil o agente responsável por gerir as matrículas é a ANAC, por meio do RAB (Registro Aeronáutico Brasileiro).

 

Não, as aeronaves da Gol não têm o prefixo “PR-” porque recolhem IPVA para o estado do Paraná! Todas as aeronaves brasileiras terão uma das seguintes marcas de nacionalidade: PP, PT, PR e PU, sendo a última exclusiva para aeronaves experimentais. Na sequência, separadas por um hífen, virão 3 letras, sendo elas a marca de matrícula propriamente dita, sem nenhum padrão específico, podendo ser escolhidas pelo operador da aeronave se houver disponibilidade da sequência desejada e não for alguma das sequências proibidas pela ANAC.

 

Essas proibições são as matrículas que podem significar expressões de baixo calão ou aquelas que possam causar qualquer tipo de confusão ou mal-entendido na fonia por significarem outros termos utilizados na aviação ou eu radiotelefonia: SOS, PAN, IFR, VFR, VMC, IMC, FD*, PN*, XXX e TTT, bem como os arranjos iniciados com a letra Q, que podem ser algum código do Código Internacional Q.

 

O país que mais foge do padrão é os Estados Unidos, com marca de nacionalidade N seguida NORMALMENTE de 3 números e duas letras, mas existem matrículas com menos números e apenas números depois do N.

 

Alguns exemplos de marcas de nacionalidade que operam ou já operaram por aqui:

 

LX- Luxemburgo

1- cargolux

D- Alemanha (Deutschland)

2- lufthansa

CS- Portugal

3- tap

EC- Espanha

4- iberia

HB- Suíça

5- HB-IMJ

LV- Argentina

6- austral

F- França

7- F-HFKC

CX- Uruguai

8- pluna

B- China

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

N Estados Unidos

10- american

XA- México

11- XA-FMX

CP- Bolívia

IMG_5200

PH- Holanda

13- martinair

C- Canadá

14- C-GXNW

SE- Suécia

15- SE-DJC

CC- Chile

16- LAN

ZP- Paraguai

17- ZP-BHP

A6- Emirados Árabes Unidos

18 - emirates

9H- Malta

19- 9H-ZSN

VP- Ilhas Cayman

20- VP-CSW

TC- Turquia

21- TC-AKK

A ANAC e as agências reguladores de outros países, baseadas no Anexo 7 da ICAO, também determinam a localização da pintura das marcas nas aeronaves, sendo obrigatória a exibição das marcas de nacionalidade e matrícula nos dois lados do cone de cauda do avião OU nas naceles dos motores quando estes são instalados nesse lugar, ou ainda no estabilizador vertical, além de exibir as marcas de nacionalidade na parte inferior da asa direita e as marcas de matrícula na parte inferior da asa esquerda.

 IMG_5330

É isso aí pessoal! No próximo artigo vamos falar um pouco sobre os órgãos de Controle de Tráfego Aéreo! Até lá!