21865754686_3de211baef_o

Fonte: Gazeta do Povo

Depois de quase dois anos de operação, ajustes de horários, reclamações por atrasos e cancelamentos, a American Airlines decidiu encerrar o trecho que inclui Curitiba na rota para Miami que atende o Sul do país. A partir de 11 de fevereiro de 2016, o voo diário da AA que parte de Curitiba com destino a Miami às 21h15 com escala em Porto Alegre, não vai mais funcionar no Paraná.

A operação entre Miami e Porto Alegre será mantida, na ida e na volta. Por enquanto, os passageiros que optam pela rota embarcam em Curitiba, fazem escala em Porto Alegre, de onde partem às 0h05 para os Estados Unidos. Na volta, o voo sai de Miami às 10h20 e faz escala primeiro em Curitiba, às 19h45, antes de seguir viagem para a capital gaúcha. No que vem, a operação fica exclusiva entre Miami e Porto Alegre.

Em nota, a empresa afirma que o ajuste na operação será feito para otimizar a frota e a tripulação, além de garantir maior rentabilidade e tornar a companhia mais competitiva. Confira a nota oficial emitida pela AA:

A American Airlines avalia sua malha aérea e realiza estudos aprofundados, que incluem desempenho de mercado e cenário competitivo, para garantir o melhor aproveitamento de sua frota e tripulação em toda a sua rede de voos e maximizar a sua rentabilidade. Esse extenso planejamento é realizado com um objetivo em mente: torna-se uma companhia mais forte.
 
Como resultado dessa avaliação, a American não irá mais operar voos para Curitiba, a partir de 11 de fevereiro de 2016.
 
A companhia, que opera atualmente um voo diário entre Miami e Curitiba (com continuação do serviço em Porto Alegre e retorno a Miami), manterá suas operações entre Miami e a capital gaúcha.

O voo entre Curitiba e Miami, com escala em Porto Alegre, foi aberto em novembro de 2013. No início da operação, a partida da capital paranaense era no início da manhã, com chegada em Miami por volta das 20h30. Em pouco mais de seis meses, a empresa mudou o horário de saída para a noite, a fim de coordenar com conexões de outros voos e evitar o período de fechamento do aeroporto Afonso Pena por condições climáticas, especialmente durante o inverno.

Na época do lançamento, o desempenho das vendas para a rota surpreendeu os executivos da American Airlines. A taxa alta de ocupação teria sido a maior registrada em voos da companhia lançados no país. Hoje, a cotação média de passagens de ida e volta entre Curitiba e Miami oscila entre R$ 2 mil a R$ 2,5 mil, dependendo da data da pesquisa.

Além dos atrasos frequentes na rota, passageiros da companhia reclamavam das condições da aeronave que opera o trecho, um Boeing 767-300, configurado para 212 passageiros, em duas classes de serviço (28 assentos na Classe Executiva e 184 assentos na Classe Econômica). Para os viajantes de Curitiba, a maior vantagem do trecho é o desembarque direto na cidade, na volta da viagem.

Comentários