A premiação é conferida anualmente aos aeroportos e companhias aéreas com melhor desempenho no País. Entre 15 terminais pesquisados, Curitiba foi o grande vencedor

Divulgação/SAC

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba (PR), recebeu, nesta quarta-feira (5), o título Aeroporto + Brasil, conferido anualmente pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MT) ao melhor aeroporto do Brasil. O terminal foi escolhido por mais de 55 mil passageiros de voos domésticos e internacionais ouvidos em 2016 pela Pesquisa Permanente de Satisfação dos Passageiros nos 15 aeroportos que respondem por 80% da movimentação em todo o País.

“A pesquisa revela que o passageiro escolheu premiar quem se preocupou em oferecer o melhor serviço”, afirma o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, acrescentando que, por intermédio da pesquisa, os passageiros proporcionam aos gestores saber com precisão no que devem estar atentos para melhorar seu aeroporto: “O usuário diz o que acha, o que deseja e revela o que aprova ou desaprova no ambiente aeroportuário”.

Curitiba venceu na categoria principal, de Aeroporto + Brasil, o melhor dos 15 terminais, e em outras quatro do total de 11 categorias da premiação realizada há três anos pelo MT. O Afonso Pena, administrado pela Infraero, também foi o melhor nos prêmios Aeroporto + Cordial; Aeroporto + Confortável; Aeroporto + Limpo; e Restituição de Bagagem + Eficiente.

O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF), se destacou em três categorias: Check In + Eficiente; Raio-X + Eficiente; e Serviço Público + Eficiente. O Santos Dumont, no Rio de Janeiro, levou o título de Aeroporto com + Facilidades ao Passageiro. Pelo segundo ano consecutivo, o desempenho das companhias aéreas brasileiras também foi avaliado. Repetindo o resultado de 2016, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras levou o prêmio Check-in + Eficiente; e a Gol Linhas Aéreas Inteligentes, Restituição de Bagagem + Eficiente.

1h21 A MENOS NA FILA DE IMIGRAÇÃO – “Os resultados nos deixam otimistas, porque contagiam todo o sistema de aeroportos. Tanto é que 90% dos passageiros consultados consideram os aeroportos brasileiros bons ou muito bons”, afirma o ministro, revelando que um dos pontos fortes para da melhoria dos aeroportos na opinião dos passageiros são a redução dos tempos de espera em fila: “Um bom exemplo está no tempo de imigração, que diminuiu de quase 1 hora e meia, em média, em 2013, para pouco mais de 9 minutos em 2016”.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social – Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil