A Força Aérea Real (RAF) (inglês: Royal Air Force) é a força aérea independente mais antiga do mundo. Foi criada em 1 de abril de 1918, durante a I Guerra Mundial, pela mescla do Corpo Real de Vôo (Royal Flying Corps) e do Serviço Aeronaval Real (Royal Naval Air Service).

Com essa pequena introdução sobre a RAF, o TMA Curitiba traz a vocês leitores através do spotter colaborador José Garrett Neto, um passeio no museu da Força Aérea Real Britânica. Embarque nesse post de muita história!

Relato do nosso enviado especial colaborador:
O RAF Museum fica situado ao norte de Londres, sendo de fácil acesso. Basta pegar a linha preta do metrô, sentido Edgware e descer na antepenúltima estação, Colindale. De lá, são mais 10 minutos caminhando, bastando apenas seguir as placas.

O museu possui um acervo imenso, divididos em quatro hangares. No primeiro hangar há aviões de diversas épocas, em sua maioria caças, que vão do belo P-51 Mustang em alumínio polido com um belo nose art do pato Donald ao moderno Eurofighter Typhoon, incluindo Gloster Meteor, Messerschmit Bf-262 e Harrier.

Passando para o segundo hangar, o maior de todos, há um infinidade de belos aviões, com destaque para o Avro Lancaster. Também um bombardeiro Vulcan, assim como Tornado, Camberra, Spitfire, Focke Wulf, Lightning e muito mais.

O terceiro hangar é dedicado ao aviões da segunda guerra mundial, com vários exemplares, incluindo um Bf-110. Neste hangar há um hidroavião Shorts, no qual é possível entrar.

No quarto e último hangar, o que mais gostei, é dedicado aos aviões da primeira guerra mundial, todos em excelente estado de conservação, incluindo aí um Tiger Moth.

O local do museu ja foi uma base aérea, restando apenas os hangares da época, não mais existindo pista para pousos e decolagens.

Comentários